Páginas

terça-feira, 16 de novembro de 2010

ENTRE SOL E LUA

DIVIDO COM VOCÊS O TEXTO DO MEU FILHO, PREMIADO COM O 2º LUGAR NA
 V OLIMPÍADA DE REDAÇÃO DA ESCOLA!
É MUITO BOM PERCEBER QUE AS SEMENTES QUE CAEM EM SOLO BEM PREPARADO GERMINAM COM MAIS FORÇA... ACHO QUE É O RESULTADO DAS MARAVILHOSAS NOITES DE LEITURA EM FAMÍLIA, DOS MUITOS LIVROS PRESENTEADOS AO LONGA DESSES 12 ANOS.


ENTRE SOL E LUA

Se eu fosse o Sol

muito quente seria

e pela Lua

me apaixonaria.

Seria um amor estranho

eu, radiante e luminoso

ela, um simples satélite de amor.

Todo o dia seria ensolarado

porque eu estaria apaixonado.

Diria à Lua que lhe dou minha luz

pois sua beleza me conduz.

Tantas luas de planetas

mas só um amor me espera

eu amo mesmo

a Lua da Terra.

A bela Lua

minha feiticeira seria

pois com seus feitiços

apaixonado me deixaria.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

LÁ VEM A GENTILEZA OUTRA VEZ!

A gentileza é a essência do ser humano. Quem não é suficientemente gentil não é suficientemente humano. Joseph Joubert

Depois de um longo silêncio da escrita fui instigada/cobrada a pensar sobre pequenos gestos do nosso dia comum, por que será que deixamos de ser gentis com as pessoas que mais amamos e que convivemos diariamente? A rotina de levantar cedo,café, banho,organizar mochilas, bolsas, horários muitas vezes nos leva a mal dizer bom dia, nem percebemos que o beijo fica quase automático e o abraço quase esquecido.
Isso não é por indiferença ou fim do amor...é mesmo coisa de falta de percepção, é uma questão de diminuir o ritmo, de deixar o tempo correr mais lento...é acordar cinco minutos antes e se aconchegar no parceiro é deitar na cama do filho e acordá-lo com muitos beijos e só então começar a rotina.
Quantas vezes deixamos isso para as pessoas estranhas? Chegamos no trabalho ou na escola e abraçamos e beijamos nossos colegas ou no prédio quando encontramos um vizinho querido...o sorriso é sempre a acolhida para essas pessoas.
Me desafiei a fazer para os meus de casa o que faço para as pessoas que nem conhecemos tão bem, me permiti desacelerar- Dizer bom dia com calma, organizar as coisa a serem feitas de modo que o tempo sempre seja suficiente para o carinho, o beijo e o longo abraço matinal.
Percebi que o dia flui muito mais leve, tenho mais tempo para ouvir e até para falar...rs e como falo!
Deixei de dar importância as coisa que não tem mesmo poder de mudar minha vida, e descobri que posso ser muito mais gentil comigo e com os outros...percebi  também que isso só tem resultado se começamos dentro de nós, que não depende do outro ser gentil com a gente.
A frase GENTILEZA GERA GENTILEZA não é um acaso é uma constatação, ser gentil nos torna seres mais generosos, mais tolerantes, é a tal ação e reação que sempre ouvimos na escola. É o respirar fundo e pensar antes de reagir, é não gastar energia sem razão.
O negócio é praticar, falta muito ainda, mas estou muito feliz nesse exercício diário.
Que tal você também tentar?
Depois me conta se valeu a pena!

PEQUENOS GESTOS PODEM FAZER GRANDES MUDANÇAS