Páginas

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Achismo triste...

Ontem vi na TV uma reportagem sobre uma professora que perdeu seu emprego por estar dançando escandalosamente (em sua vida particular e não na escola!) o material caiu na net, virou sucesso... A moça declarou que está aproveitando o momento para mudar de área, vai virar dançarina, fotografar para uma revista masculina, ganhar uma grana que não ganharia nunca como professora. Sei que esse assunto tem rendido, mas tentei avaliar por outro ângulo:
Qual a chance dessa moça como professora ser MODELO para alguma jovem? Nenhuma...
Já como dançarina e "modelo" nua...será o sonho de consumo, o ideal a ser seguido por muitas jovens. Aí me perguntei : Onde está o erro? Sei lá! Acho que na mudança de valores, na inversão de papéis, quem sabe na super valorização do corpo ou na lei de Gerson, onde se pode levar vantagem em tudo, onde o ter é mais importante que o ser, no falso moralismo...
Não estou julgando a escolha da moça, as oportunidades surgem...em momento algum vi alguém defender que ela estava na sua vida privada, quantas dentistas, médicas, advogadas, domésticas, balconistas, empresárias dançavam no mesmo local? Será que ficaram desempregadas também?
É só uma pergunta que não consegui responder sozinha...Chega a ser irônico, pois todas as outras moças podem dançar, menos a professora?
Por outro lado quando uma jovem diz que quer ser professora, os pais tentam de todas as formas mostrar que não vale a pena, que é muito sofrido, ganha pouco...Não entendo, juro que tenho me esforçado! Esse tipo de acontecimento ainda me deixa perplexa e triste!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário